Se perca em si, mas nunca no outro.

As personagens que aparentavam ser perdidas nas séries sempre foram as minhas favoritas.

Em Gilmore Girls (série que panfleto como a minha vida) uma ex-namorada Luke surge, a Rachel. Fotógrafa e grande desbravadora do mundo e para alguns, uma mulher perdida que não sabe o quer e nem se prende a ninguém. Talvez goste dela porquê se pareça um pouco com a minha versão adulta, pois por mais apaixonada que esteja ama o desconhecido mais do que viver um grande amor.

Não me leve a mal, adoro um romance levinho e sem complicações. A sorte de um amor tranquilo com sabor de fruta mordida como canta o Cazuza, afinal quem gosta de romance complicado vibes os opostos se atraem, mas por mais que a gente se goste isso aqui não vai para frente é adolescente.

Adulto gosta de amores leves que conversam no sofá nas tardes de domingo, não tem joguinhos e o sentimento cresce gradativamente sem cicatrizes para atrapalhar, sem ex-amores para incomodar e apenas com a certeza com quem se quer estar.

Se perder dentro si mesmo é inevitável já que são tantas versões de si crescendo, dançando e descobrindo uma parte nova que se pode moldar. Irei me abster das críticas aos roteiristas preguiçosos que escrevem mulheres perdidas, pois estavam apaixonados por alguém que estava em outra sintonia da qual lhes agradava, além de ultrajante é bem desonesto e nada que uma escritora despreze mais que um bom homem personagem.

Perder-se também é caminho.

Já diria Pessoa “se dê todo em toda coisa”, mas o único problema de perder-se é quando isso acontece no outro e buscamos saídas ínfimas, carências em pessoas embriagadas nas confusões de si que não sabem para aonde vão e nem quem são. Isso se confunde com quem você é e te deixa desnorteado. E sim, acontece mais vezes do que se pode contar, mas sabe que graça teria a vida sem seus altos e baixos? Sem caminhar e cair em simultâneo, isso faz parte de crescer, é doloroso sim, ninguém disse pro Peter Pan que ser adulto era fácil, por que vocês pensam que ele não queria crescer?

Se perca, mas nunca no outro.

22 | Estudante de Jornalismo & Booktuber http://escritoselivros.com